Bem-estar Simplesmente

Publicado em 23/04/2018 | por Rafael Machado e Carol Minganti

0

Você é positivo? (Parte 2)

No último post (leia aqui) falamos sobre a mudança nos pensamentos para criarmos uma plataforma de transformação e assim atuarmos na nossa melhora positiva e na melhora positiva de tudo a nossa volta. Pois bem, tão poderoso quanto o pensamento – do ponto de vista vibracional e magnético na busca de uma realidade mais confortável – temos uma ferramenta de fundamental importância, que é a palavra.

O convite para observar os seu padrões de pensamento por pelo menos 21 dias e atuar na construção positiva das suas ideias já foi feito, agora adicionamos uma camada a mais na busca do seu autoconhecimento, pois já sabemos que é apenas através do reconhecimento da nossa realidade pessoal, aquela mais íntima e mais profunda, é que identificamos aquilo que deve ser melhorado, e todos nós, que estamos em evolução e expansão constante, sempre temos algo a melhorar! A proposta desta vez é adicionar à observação dos padrões de pensamentos, o que você tem criado através da sua palavra.

A palavra tem um poder ilimitado de criação, ela poder ferir mais que qualquer arma ou golpe quando erroneamente empregada ou despertar o desabrochar dos mais lindos sentimentos e atos de amor, ternura, bondade e cura quando bem ditas. Elas são dotadas de vibração, capazes de reverberar de maneira invisível porém perceptível dentro dos corações do ouvinte e também em todo o ambiente onde foi “lançada”, por isso, reflita sobre as suas palavras.

A prática é simples, primeiramente certifique-se se realmente você é capaz de ouvir a si mesmo, observe se suas palavras reverberam dentro de você, muitas pessoas falam, falam e falam, porém nunca ouviram realmente o que dizem.

A segunda parte da prática é observar o que o seu timbre, a maneira de dizer e o conteúdo dito gera nas pessoas que te escutam, elas sempre sorriem para você? Ainda que coisas importantes tenham que ser ditas, seu ouvinte é confortado e abraçado pelas suas palavras? Ou ele é golpeado e agredido por elas? A terceira última parte é atuar, começando pelo seu padrão de pensamentos, já que as palavras refletem o que pensamos e na sequência se dedicar a usar essa ferramenta para criar o ambiente e a realidade que você deseja. Aquilo que dizemos são sementes, se engana aquele que disfere palavras no intuito de agredir o outro, pois nós mesmos é que vamos “colher” os frutos das palavras ditas. Por isso, cuide do seu jardim, escolha as “sementes” cuidando das suas palavras, que alinhadas com o seus pensamentos, representam a sua realidade, o seu redor, as suas conquistas e os seus desafios, os quais unicamente você é responsável! Pratique esta meditação por mais 21 dias, totalizando 42 junto com a sugerida na postagem anterior e não perca a próxima e última dica desta série de três práticas para atuar na sua realidade.

Amor e Luz

Tags: , , , , , ,


Sobre o autor

Proprietários do Kaya Movimento Saúde! (em Paulínia) e fisioterapeutas, o casal tem ainda mais em comum: são apaixonados pelo movimento e pelas leis do Universo. Realizam com a mesma paixão todas as atividades de seu espaço, promovendo bem-estar em busca da integração entre corpo e mente.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑