Cultura Curta

Publicado em 25/05/2017 | por Krishna Shinno

4

The Tweety Girls

Olá, queridos, novidades, pois dessa vez o Curta com Pipoca foi convidado para assistir a peça de teatro The Tweety Girls – Elas Chegaram ao Sucesso! Uma comédia de Marcos Garbelini da Cia. Cafonas & Bokomokos, um grupo excepcional que surgiu a partir da primeira turma do Curso “Teatro do Humor”, criado por Guilherme Vidal em 2000. Contando um pouco da história do teatro no Brasil, foi basicamente no século XVI que os padres Jesuítas introduziram pequenas representações para instruir religiosamente os colonos e os índios. Ao longo do tempo essas peças ganharam formas mais festivas e políticas, sendo apresentadas em praças, colégios e outros lugares. Com a chegada da corte, D. Pedro I assina o decreto em 1810 para construção de teatros para a nobreza. O povo ainda não tinha acesso direto, pois muitos espetáculos eram estrangeiros, de gosto euroupeu, que atendiam o público aristocrata, enquanto o público brasileiro não tinha essa identidade. Já no século XIX, o teatro brasileiro começa a mudar o cenário, e um grande marco foi a obra trágica de Antônio José, ou o Poeta e a Inquisição de Gonçalves Magalhaes em março de 1838. Esse drama foi encenado por atores nacionalistas formado pelo ator João Caetano. Nesse período surgem também as comédias de costume pelo escritor Luiz Carlos Pena  que revelava fatos da época, misturando situações cômicas para arrancar gargalhadas da plateia. Enfim, é impressionante a trajetória do teatro no Brasil, mas agora vamos ver o que levou essas jovens meninas ao sucesso.

Diana (Dimi Calazans) e Lurdinha (Luís de Osti), jovens e cheias de sonhos não imaginam o quanto The Tweety Girls será capaz de levá-las. Diana é super fã do cantor e galã Tony Ross (Renato Lembo), e planeja ter um trio musical com apenas meninas. Ela conta com a ajuda de sua amiga Lurdinha, mas precisam de mais uma integrante para completar o conjunto. Disposta, ela pede ajuda para Lola (Paulo Affonso) disponibilizar um espaço no Lola´s Café para os testes da nova integrante. Lola, uma mulher distinta com passado misterioso, ajuda as meninas cedendo o local. Nessa busca incessante pela nova parceira, Diana dá de cara com Tony Ross e ambos começam um romance nada fácil, pois a ex-namorada de Tony – a louca, vingativa, extravagante e impetuosa Mary Anne Di Valmont (Robson Alex Pinto) – não vai perdoar o novo relacionamento. Mas Diana pode contar com Lurdinha, a amiga fiel e tímida que enfrenta todos os percalços para realizar o sonhos de estrelato. Juntas decidem escolher Gigi (Marcos Garbelini) como a nova integrante do grupo que futuramente irá surpreender a todos. Mas vocês pensam que será fácil para essas meninas? Nadica de nada, pois Diana tem que lidar com as ameaças de Mary Anne di Valmont, deixando o galã Tony Ross numa saia justa. Por outro lado, Lurdinha sonha com seu grande amor e Gigi esconde um segredo revelador. Porém não são apenas as meninas que têm seus obstáculos, Lola também vive com um peso em seu coração e mal imagina o quanto está próxima de se libertar desse incômodo. Com muita música, romances, reviravoltas e mistérios, esse cenário maravilhoso, entre os anos 60 e 70, trará a tona o comportamento feminino,  o preconceito, o homossexualismo e o perdão como temas abordados de forma criativa, com uma pitada de drama e muito humor, levando a platéia ao risos do começo ao fim. Querem saber o final dessa trajetória, corram e assistam essas incríveis meninas Tweety! tweety-01

Direção de Marcos Garbelini e Dimi Calazans, a peça  The  Tweety Girls de fato arranca gargalhadas da platéia. Primeiro você já começa com atores vestidos em seus personagens femininos com uma perfomance hilária, que já tira sua cara séria do sério! A trilha sonora e figurino faz juz ao cenário dos anos 60 e 70 e a história é repleta de desfechos. A Cia, Cafonas e Bokomokos é resposável há mais de 15 anos por espetáculos criado em sala de ensaio com supervisão e texto final de Guilherme Vidal  falecido em 2016, sendo sempre  homenageado em todas as apresentaçãoes pelos atores e seu legado. A peça está no Teatro Paiol Cultural na rua Amaral Gurgel nº 164- Consolação (Metrô República ou Santa Cecília) com estacionamento conveniado na rua Marques de Itu 392 até 10 de Junho, sábados às 21 horas.Informações (11) 98102-1702 /(11) 95957-8642 facebook Cia. Cafonas & Bokomokos . Ah, literalmente curtimos muito a peça com pipoca (aliás estava uma delícia) e combinou perfeitamente com Curta com Pipoca.

Amigos, o teatro também faz parte do mundo cultural e até bem antes do cinema. É importante incentivar desde as pequenas peças a grandes produções. Afinal ainda existe uma certa resistência cultural em que o teatro  não é acessível ao público, livre engano! É sim acessível e com descontos, promoções bacanas para todos e confesso que é muito gratificante você assistir a perfomance do ator ao vivo. A sua participação é importante na platéia, o público interage e leva para casa um pouco do mundo oferecido pelos atores. Vá ao teatro! Só vai acrescentar e enriquecer a sua lista cultural. Um ótimo fim de semana.  Fiquem em Paz!

 

Tags: , , , , , , , ,


Sobre o autor

Aprecia tudo que esteja culturalmente agregado às emoções, e o cinema faz parte do universo encantador que a transporta para sonhos até transformá-los em história. Compartilha as suas experiências cinéfilas, acompanhada de uma boa dose de reflexão.


4 Responses to The Tweety Girls

  1. Renato Lembo says:

    Sou o Ator Renato Lembo, muito feliz com essa matéria, muito honesta em explicar exatamente o espirito do grupo.
    Nosso grupo é um grupo que a 17 anos lutamos para deixar vivo o Amor pelo teatro, e isso fica muito claro em cada um de nós, nossa simplicidade acaba envolvendo todos da plateia, contagiando com o humor e emoção.
    Agradeço o nosso público e os jornalistas que conseguiram expressar a alma do grupo.

    • Krishna Shinno says:

      Muito obrigada Renato Lembo, de fato é muito importante a gente transmitir para o público, como o teatro é encantador. The Tweety Girls realmente mostra que apesar da simplicidade, o talento de vocês é muito maior e o público com certeza adorou e aprovou!

  2. Maria Euza says:

    Parabéns pelo sucesso muito legal é risada garantida todos talentosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑