Cultura curta_Com_Pipoca

Publicado em 03/09/2018 | por Krishna Shinno

0

Slender Man: Pesadelo Sem Rosto

O Curta com Pipoca foi ao encontro com Slender Man: Pesadelo Sem Rosto e tomou muitos sustos! Convite da Sony Pictures, nós retomamos um personagem intrigante das lendas urbanas que há vários anos nos incomoda. Existem várias versões para essa história, mas na verdade o Slender Man (Homem Esguio) foi criado em 2009 por Victor Surge Knudsen, para o fórum de discussão “Something Awful” (algo horrível) como personagem fictício sobrenatural. A ideia agradou e assustou muita gente. Descrito como semelhante a um homem magro, anormalmente alto, com uma cabeça branca sem rosto e que veste um terno preto, Slender Man virou pesadelo e lenda. Então, vamos descobrir um pouco mais sobre a experiência de quatro adolescentes curiosas demais!

As amigas Wren (Joey King), Hallie (Julia Goldani Telles), Chloe (Jaz Sinclair) e Katie (Annalise Basso) levam uma vida entediante no colégio. Quando ouvem falar em um ser misterioso chamado Slender Man (Javier Botet), elas decidem invocá-lo por meio de um vídeo na internet. A brincadeira se transforma em um perigo real quando todas começam a ter pesadelos e visões do homem sem rosto, com vários braços, capaz de fazer as suas vítimas alucinarem. Um dia, Katie desaparece sem deixar pistas, cabendo às três amigas fazerem a sua própria busca, enfrentando a criatura.

Direção de Sylvain White, Slender Man ressurge com elenco bastante jovem. slender man-01E acredito que a jogada maior é torná-lo algo na linha dos filmes populares entre a garotada. Concordo que levei muitos sustos sem trégua, e o fato de engrandecer a lenda por trás do mistério envolvendo loucura e desordem deu ao filme um certo conteúdo. As pessoas desaparecerem sem encontrar pistas dá uma sensação de fuga na vida de alguns adolescentes. No caso de Katie, seu pai bebia, o que torna suspeito o rumo que a jovem toma. No começo dá essa sensação, porém a trama vai ficando carregada até o fim.  Sem contar que Chloe começa a surtar e já não aparece tanto. Wren é a mais obcecada em desvendar e tentar alertar Hallie, que só dá o braço a torcer quando Lizzie (Taylor Richardson) e Tom (Alex Fitzalan) são envolvidos. É aquela famosa frase, “não mexa com o que você não sabe”. No enredo, não se conta com ajuda de nenhum adulto,  sendo este totalmente um cenário secundário e pouco envolvente, nem mesmo os pais de Hallie demonstram algum sinal estranho entre as filhas. Tudo ocorre entre as meninas, que aos poucos não conseguem distinguir a realidade da loucura. Para quem adora tomar uma dose de sustos, recomendo.

Queridos, segue um gênero de terror urbano para sacudir as emoções. Slender Man: Pesadelo Sem Rosto é curioso e recomendo ir assistir com os amigos medrosos. Brincadeira, mas é divertido ver as pessoas tomando susto, além de você, claro! Uma boa semana e fiquem em paz!

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o autor

Aprecia tudo que esteja culturalmente agregado às emoções, e o cinema faz parte do universo encantador que a transporta para sonhos até transformá-los em história. Compartilha as suas experiências cinéfilas, acompanhada de uma boa dose de reflexão. A Cultura tem essência.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑