Bem-estar Simplesmente_vvv

Publicado em 12/10/2015 | por Rafael Machado e Carol Minganti

1

O Sagrado Feminino e o Outubro Rosa

Estamos em pleno mês de outubro e pensando com carinho sobre o que escrever, acabei me deparando com o tema “O Sagrado Feminino” e foi, então, que percebi a oportunidade de falarmos sobre essa temática dentro de uma campanha do universo feminino, amplamente abordado por meio do Outubro Rosa. Assim, trataremos de dois assuntos que acabam se alinhavando de maneira perfeita.

Ultimamente tenho me interessado por estudar o Sagrado Feminino, que ao contrário do que alguns acreditam não se trata de um tema com apelo religioso, tão pouco uma ferramenta para discursos feministas. Tenho entendido que as mulheres que buscam a compreensão do Sagrado Feminino, assim como eu, são aquelas que recebem um chamado interior e sentem uma vontade genuína de ir além da compreensão de práticas rotineiras, tais como tendências, moda, trabalho, festas etc. É a busca de algo que completa a nossa existência, é o encontro com a mulher que “mora” dentro de nós mesmas, com as nossas verdades, com algo que nos traz plenitude, mansidão e a certeza de que está tudo bem, preenchendo o sentimento de vazio, de não pertencer a esse mundo, de não dar conta do recado ou simplesmente de não acompanhar a velocidade com que as coisas acontecem.

Para isso, faz-se importante nesse momento conectarmos com nosso porto seguro, a Natureza. Nós mulheres herdamos manifestações à semelhança da própria Terra, a Mãe, que é a capacidade de gerar, nutrir e reciclar.  Nossa mente possui potencial ilimitadamente criativo e fértil e a partir do momento que compreendemos isso, a percepção de nós mesmas e do nosso papel no mundo se transforma. É disso que estou falando quando penso no Sagrado Feminino: reconhecer tais forças, conectar com a natureza, trazer de dentro para fora e de forma consciente essas características, resgatar nossa essência, descobrir nossa história ancestral, compreender e aceitar nossos ciclos pois, assim como a natureza, a mulher é regida por eles  (menarca, menstruação, gestação, menopausa e morte), abrir a mente para a intuição, estimulando o resgate de uma consciência antiga que devolve os valores de nós mulheres.

Hoje trabalhamos fora, somos esposas, mães e mais um tanto de outras coisas, porém tudo isso só faz sentido quando nos sentimos plenas e preenchidas. Isso se dá através do resgate do Sagrado Feminino presente em algum lugar dentro de nós, como uma espécie de rosa, um botão pronto para desabrochar. O despertar desse botão, representa o despertar da intuição feminina, o poder da cura de si própria e de todo o planeta, a força interna para mudar a consciência, o entendimento do nosso papel diante do mundo. Certamente, parte da transformação do Mundo está nas mãos de nós mulheres e para que isso aconteça temos que tomar a rosa desabrochada em nosso peito e seguir.

Para seguir, é necessário religarmos com a Natureza e enxergarmos como parte dela, olharmos para nós mesmas, compreendendo que somos as responsáveis por nos sentirmos lindas, capazes, amadas, cuidadas e saudáveis. E é aí que entra o encantamento do Outubro Rosa, um movimento que remonta a última década do século 20 conscientizando mundialmente com a campanha de prevenção ao câncer de mama, simbolizado com um laço rosa. Vejo que cada vez mais essa campanha tem ido além da prática médica de procedimentos preventivos e explicativos, pois em segundo plano aprofundam o resgate do Sagrado Feminino.

Para finalizar, acredito que o Sagrado Feminino é a magnitude de um legado que toda mulher carrega pra si vibrando a sua rosa interior. E esse é um caminho que, quando explorado de forma consciente, proporciona crescimento para si, para o seu redor e para o Universo. Que tal iniciarmos esse movimento de resgate agora mesmo, em comemoração ao Outubro Rosa?

Tags: , , ,


Sobre o autor

Proprietários do Kaya Movimento Saúde! (em Paulínia) e fisioterapeutas, o casal tem ainda mais em comum: são apaixonados pelo movimento e pelas leis do Universo. Realizam com a mesma paixão todas as atividades de seu espaço, promovendo bem-estar em busca da integração entre corpo e mente.


One Response to O Sagrado Feminino e o Outubro Rosa

  1. M Beth says:

    Parabéns Carol (casal) pela conexão entre os temas, só quem entende do assunto tem a competência de escrever de uma maneira didática e clara , tornando o artigo prazeroso do inicio ao final. The best !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑