Cultura Curta

Publicado em 13/11/2017 | por Krishna Shinno

0

Olhando para as Estrelas

O Curta com Pipoca teve a honra de conferir o documentário Olhando para as Estrelas dirigido por Alexandre Peralta. O filme conta com a história de Geyza Pereira e Thalia Macedo  É o tipo de filme que todos deveriam assistir e refletir como a determinação, superação e o amor  são essenciais nessa vida mesmo sem enxergar. Comovente!

Olhandoparaasestrelas-01São duas bailarinas que fazem parte da única escola de ballet para cegos do mundo – a Associação de Ballet para Cegos Fernanda Bianchini, localizada em São Paulo. Geyza é a primeira bailarina da cia e professora de ballet, que está se preparando para se casar; e Thalia, uma de suas alunas adolescentes, que está lidando com todas as mudanças de sua idade. As suas histórias vão além do desafio de dançar sem uma referência visual. Como muitos de nós, essas mulheres querem ser boas profissionais. Parceiras e amigas trabalham com garra para se tornarem a melhor versão de si mesmas.

O que de fato me encantou neste filme biográfico é a alegria que as protagonistas transmitem no seu dia a dia. Apesar das  dificuldades e o preconceito que a sociedade infelizmente ainda impõe e as preocupações, como mãe no caso da Geyza, não fazem do filme um drama desesperador. São vidas dispostas a continuar com os seus sonhos e a determinação com apoio de pessoas extremamente dedicadas e preparadas para alimentar a esperança e a inclusão social das pessoas com deficiência visual e com outros tipos de deficiência. Não tem como não se encantar com Thalia, que já escreveu um livro e também estuda direito. Ela é bonita, engraçada, tímida e extrovertida ao mesmo tempo, e sonhadora como toda adolescente. Geyza é mais madura, casada e mãe do pequeno Lucas, mas não abandonou o ballet (sua paixão) e continua maravilhosamente dedicada, ensinando e dançando de forma majestosa. Não quero contar mais detalhes como tudo começou na vida dessas verdadeiras estrelas, é gratificante assistir. Outro ponto importante é que essa companhia de ballet é a única no mundo conhecida como Looking at The Stars, já encantou as plateias em diversos lugares do Brasil e no exterior, como Londres, Argentina, Alemanha, Polônia, Los Angeles e Nova York. Muito orgulho de saber que tudo isso é aqui em nosso querido país. Pesquisem e saibam mais sobre a Associação de Ballet e Artes para Cegos. E não esqueçam que Olhando para as Estrelas é muita mais que uma apresentação de ballet, é ir além.

Quando eu aprecio algo, quero logo compartilhar. Então está aí mais uma ótima dica da Sinny Assessoria e Elo Company com audiodescrição, o que é muito importa ter nos cinemas. Combinem com a família, amigos e aquela pessoa especial e vão assistir. Reflitam cada momento e saibam como é fundamental entendermos e estarmos no lugar de todas as pessoas. Uma ótima semana e fiquem em paz!

Tags: , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o autor

Aprecia tudo que esteja culturalmente agregado às emoções, e o cinema faz parte do universo encantador que a transporta para sonhos até transformá-los em história. Compartilha as suas experiências cinéfilas, acompanhada de uma boa dose de reflexão. A Cultura tem essência.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑