Cultura Curta

Publicado em 19/05/2017 | por Krishna Shinno

0

O Rastro

Olá queridos, o Curta com Pipoca esteve no lançamento e coletiva de imprensa do filme O Rastro – convite gentilmente cedido pela Imagem Filmes e Lupa Filmes. Para quem ama  terror, essa é a oportunidade de conhecer o jeitinho brasileiro de fazer você tomar muitos sustos! Apostando nesse gênero em território nacional, não podemos esquecer do nosso querido esquisitinho José Mojica Marins, mais conhecido como Zé do Caixão e sua longa trajetória em filmes trash horror. Hoje seus filmes são considerados Cult e reverenciado no circuito internacional. Se o cinema brasileiro está apto a traçar um novo caminho ou reinventar o terror, com certeza conquistará muito fãs. Afinal tem quem  goste de um friozinho na espinha. Então se Zé do Caixão afirmou que – À Meia-Noite Levarei Sua Alma ( 1963), o que podemos descobrir seguindo as pistas de O Rastro? orastro-01

João (Rafael Cardoso) não imagina que seu destino está prestes a seguir O Rastro diferente e, sem dúvidas, ir até além, literalmente. Casado com Leila (Leandra Leal) grávida do  primeiro filho do casal, João é médico do antigo hospital no Rio de Janeiro que será desativado. Designado para supervisionar a transferências dos pacientes, ele conta com a equipe da Secretária de Saúde, incluindo Alice (Alice Wegmann) e Ricardo (Felipe Camargo) no comando. João começa visitar os pacientes e sua atenção é toda voltada para a pequena Julia de Souza (Natália Maciel Guedes), uma menina assustada e abandonada no hospital, e que lhe pede ajuda. No dia da mudança dos pacientes, o médico se depara com a ausência da menina. Incomodado, João procura a médica chefe da UTI Olivia (Claudia Abreu) e questiona sobre o desaparecimento da paciente, mas não obtém respostas. De volta para casa, João não sente mais o incômodo, mas algo profundo e intrigante consome a sua alma com o sumiço de Julia. Por conta própria, decide investigar, só que algo muito mais assustador começa a atormentá-lo. Fatos estranhos acontecem e mesmo o hospital sendo desativado, João mergulha no mundo mais sombrio e decide seguir rastros que parecem ser cada vez mais perturbadores, duvidando até de sua própria sanidade. Ao longo de sua incessante busca, o médico chega cada vez mais próximo da verdade, porém a essa altura do campeonato o que espera por ele é muito mais estarrecedor, envolvendo uma série de tramas políticas, tráfico de órgãos e o sobrenatural. Se querem saber onde o rastro levou o jovem médico, vão ter que seguir junto com ele (Risadinha macabra de Vincent Price)! rafaelcardoso-01

Direção de J.C Feyer e roteiro de  André Pereira e Beatriz Manela, o filme realmente abre portas para o gênero assustador. Acredito que  pode ser um ponto de partida para grandes produções, já que não é o forte no cinema brasileiro. O curioso é que o filme realmente foi rodado numa ala desativada há 16 anos no Hospital Beneficência Portuguesa, no bairro da Glória, no Rio de Janeiro, cenário perfeito para as cores frias, detalhe intencional para criar o clima bem sombrio. O projeto durou oito anos para ser desenvolvido e suas referências foram os filmes O Orfanato,  O Ilumidado com Jack Nicholson, e o thriller psicológico O Babadook que já comentei no post Frio na Espinha! Segundo o diretor J.C e o ator Rafael Cardoso, durante as filmagens ocorreram algumas situações inesperadas como a cena da porta abrindo e luzes apagando no set, deixando realmente um toque de mistério sem pretensão (confessaram que ficaram apavorados). O elenco também inclui Jonas Bloch, Érico Brás, Gustavo Novaes e o papel surpreendente de Domingos Montagner como o Govenador Arthur Azevedo.  O curto com Pipoca perguntou para J.C se há possibilidade de uma sequência, mas no momento o foco é a perspectiva do público, sem descartar novos projetos do gênero, “pois é um enorme desafio principalmente quando há denúncia envolvendo o sistema público de saúde”. O filme estreou dia 18 nos cinemas e quem quiser conferir de perto o terror nacional, recomendo para tirar suas próprias conclusões. Afinal tudo tem um mistério para se resolvido, assistam!

leandraleal-01Confesso, amigos, que já fui muito fã de filmes de terror, mas quem ama cinema e outras cositas mas precisa de mais espaço para todos os gêneros e ultimamente estou curtindo de tudo. É interessante ver o cinema brasileiro crescer em todos os aspectos, e se arriscando nesse gênero. Boa sorte!!! Para não dizer que não falei das flores ou melhor dos espinhos… seguem algumas dicas nacionais como Desaparecidos (2011), Trabalhar Cansa (2011), O Execício do Caos (2012),  Quando eu era Vivo (2012), O Lobo Atrás da Porta (2013), Isolados (2014) e Através  da Sombra (2015).

Tenham um ótimo fim de semana e se o tempo continuar chuvoso é uma excelente oportunidade de assistir filminhos de arrepiar com pipocas e muito susto. Fiquem em paz!

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o autor

Decidida a mudar após anos na área financeira e administrativa. Adora viagens, missões humanitárias, gastronomia, arte, música, histórias que aquecem o coração, literatura, natureza, bichinhos, um bom papo, Calpis e dias perfeitos para assistir filmes ao lado do maridão. Sonha com um mundo totalmente orgânico e a paz mundial. Gratidão imensa por Deus.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑