Cultura curta_Com_Pipoca

Publicado em 31/10/2018 | por Krishna Shinno

0

O Doutrinador

Para os fãs de histórias em quadrinhos, o Curta com Pipoca foi conferir “O Doutrinador”, criado por Luciano Cunha e lançado pela Downtown Filmes e Paris Filmes, o longa tem muita ação e violência na pele do anti-herói, que não é nada bonzinho quando o assunto é corrupção, ideal para os dias de hoje!

Sinopse: “O Doutrinador” é um anti-herói no melhor estilo dos vigilantes dos quadrinhos. O Doutrinador é Miguel (Kiko Pissolato), um agente federal altamente treinado que vive num Brasil cujo governo foi sequestrado por uma quadrilha de políticos e empresários. Uma tragédia pessoal o leva a eleger a corrupção endêmica brasileira como sua maior inimiga. E ele começa a se vingar da elite política brasileira em pleno período de eleições presidenciais, numa cruzada sem volta contra a corrupção.

o_doutrinador_-01Dirigido por Gustavo Bonafé com codireção de Fábio Mendonça, e roteiro de Mirna Nogueira, LG Bayão, Rodrigo LagesDenis NielsenGuilherme SimanGabriel Wainer e Luciano Cunha, “O Doutrinador” surgiu na internet pelas postagens de Cunha e ganhou repercussão nas redes sociais no período das manifestações de 2013, com a premissa de ser um vigilante determinado a dar um fim a corruptos que causam um mal irreparável às pessoas e ao país. Depois de ganhar o mundo, com resenhas em países como EUA, Inglaterra e Argentina, e com três edições impressas esgotadas no Brasil, o personagem chegará aos cinemas e também à TV, em uma série que será exibida pelo Canal Space em 2019. No começo do filme, achei o roteiro um pouco monótono e as cenas em que Miguel sofre uma fatalidade, não me transmitiram muita emoção, e olha que eu me emociono fácil. Porém, na medida em que seu personagem incorpora uma sede de vingança e parte para sua missão, a situação do filme ganha vida e o anti-herói passa a ter minha admiração apesar das cenas super violentas, o personagem do Eduardo Moscovis, Sandro Corrêa, que o diga!

Apesar do seu trauma, Miguel vive duplamente e cada vez mais se torna doutrinador. Riscar do mapa um corrupto é sua satisfação. Com ajuda de Nina (Tainá Medina), uma hacker com problemas até o fio de cabelo, Miguel vai à caça de cada rato do congresso. Só não percebe que seu disfarce está prestes a ser descoberto pelo seu colega de trabalho. É uma reviravolta danada e Miguel corre contra o tempo. A situação é crítica, mas a população agradece e a história em quadrinhos nos deu de presente o anti-herói que estávamos precisando. Também estão no elenco Marília GabrielaHelena Ranaldi, Carlos BetãoTuca Andrada, entre outros. Assistam, porque agora temos um anti-herói brasileiro fazendo justiça com as próprias mãos!

Queridos, vocês que gostam de histórias em quadrinhos, agora temos nosso anti-herói nacional! Não precisamos de Batman ou Deadpool (piadinha sem graça). Mas o filme é bom e, como sempre, valorizo muito o nosso cinema. Vá com os amigos fãs de HQs. Uma ótima semana e fiquem em paz!

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o autor

Aprecia tudo que esteja culturalmente agregado às emoções, e o cinema faz parte do universo encantador que a transporta para sonhos até transformá-los em história. Compartilha as suas experiências cinéfilas, acompanhada de uma boa dose de reflexão. A Cultura tem essência.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑