Comportamento coach comigo logo-01

Publicado em 21/02/2018 | por Vanessa Cosentino

0

O bom líder na era da inovação

O grande desafio do líder é libertar-se de um modelo antigo de gestão, que foi consolidado na revolução industrial, e começar a comportar-se como o líder que passou pela revolução tecnológica. Se pensarmos na estrutura das empresas da época da revolução industrial, o chefe de um determinado setor era um profissional que tinha que controlar e garantir que o funcionário fizesse o trabalho da forma mais correta, com o mínimo de pausas e com grande produtividade. E o funcionário, por sua vez, era alguém que deveria cumprir as regras sem questioná-las. Respondendo aos comandos do chefe.

Porém, pouca coisa desse modelo ainda se mantém. O funcionário atual deseja que o seu trabalho tenha propósito e trabalha por reconhecimento, além do salário e dos benefícios. As empresas encaram desafios mais complexos, mercados muito competitivos, onde criatividade e inovação são questões importantes para gerar valor e conquistar clientes. O líder, portanto, precisa desenvolver-se para acompanhar esse novo cenário.

Algumas pessoas nascem com características de líder e outras não. E nesse caso, se a pessoa não possui as habilidades e não conseguiu desenvolvê-las, mas mesmo assim chegou a uma posição de comando, é natural que se sinta insegura para conduzir. Nesse cenário, ela pode tornar-se um líder autoritário (o modelo da revolução industrial) ou alguém sem comando, cuja equipe não respeita.

O que é preciso entender é que um mau líder pode comprometer excelentes equipes e gerar muito prejuízo para a empresa. Além de claro, impedir que o próprio profissional se desenvolva em sua carreira. Ser líder é algo nato, mas  também pode ser aprendido e desenvolvido. É preciso desafiar a sua zona de conforto e entender que replicar um modelo antigo de gestão em um mercado competitivo e globalizado é uma péssima estratégia de crescimento.

Para te ajudar, listo algumas das características* que compõem um bom líder e te convido a ponderar, caso seja um líder ou esteja se preparando para ser, quais você já possui e quais precisa desenvolver:

  1. Coragem inabalável

Refere-se à sua autoconfiança e conhecimento da área em que atua. Para inspirar suas equipes você precisa acreditar em si e passar essa credibilidade para eles, além de complementar com seu know how.

  1. Autocontrole

Erra quem pensa que o líder pode exercer toda a sua raiva e ainda sim continuar contando com sua equipe. Alguém que não consegue controlar a si mesmo, não conseguirá controlar os seus funcionários. Equilíbrio emocional, principalmente em situações de estresse é fundamental.

  1. Senso de justiça

Não vou entrar muito na questão política, mas estamos vivendo um caos ético em nosso País, principalmente causado pela falta de ética em nossos líderes políticos. Portanto, se você quiser comandar equipes, você precisa desenvolver o senso de justiça e imparcialidade para conquistar o respeito dos outros.

  1. Firmeza em suas decisões

E isso significa não só se manter firme no que decidir, mas também assumir os erros dessa decisão. Novamente é preciso ter autoconfiança e desenvolver o autoconhecimento para tornar-se seguro de si mesmo. E entender que errar faz parte do processo, reconhecendo o erro e aprendendo com ele.

  1. Capacidade de definir planos

Sem essa visão macro, o líder agirá de acordo com o que se apresenta, andando às cegas e não conseguirá exigir de sua equipe resultados, já que não saberá quais são o resultados a serem conquistados. O lema “deixa a vida me levar” definitivamente não combina com o desempenho de um bom líder.

  1. Dar mais do que receber

Ser líder tem vantagens incríveis, mas como tudo, carrega um ônus. Como ele é fonte de inspiração para sua equipe, ele precisa dar o exemplo e ir além do que os outros profissionais.

  1. Personalidade empática

Sim, o líder precisa conseguir se conectar com as pessoas. Entender como cada funcionário produz melhor, identificar problemas entres eles e ser capaz de avaliar as suas performances propondo soluções economicamente viáveis a estrutura da empresa. Precisa sim, entender de pessoas.

  1. Atenção aos detalhes

É necessária a visão macro, mas também atenção aos detalhes. Não é preciso que se envolva no operacional, mas esteja atento na visão micro, no dia a dia. Estar próximo da equipe será útil nesse quesito, pois são eles que estarão diretamente lidando com os detalhes.

  1. Determinação para assumir responsabilidade

Certa vez um líder queixou-se para mim: “estou farto de receber broncas de coisas que meus funcionários fizeram errado”. Porém, esse é o outro ônus do cargo. Mesmo que, indiretamente, o líder acaba sendo responsável pelos erros de sua equipe. A postura é assumir e buscar a solução, pois ele é o único que tem poder e conhecimento para isso.

  1. Cooperação

Uma característica muito importante é gerar cooperação entre os membros de sua equipe e não competição. A competição pode levar a resultados rápidos, mas irá exaurir a equipe e alguns bons funcionários podem se sentir desestimulados nesse ambiente. A cooperação leva a resultados mais consistentes e duradouros, criando um ambiente de participação e criatividade.

Ressalto novamente, que a liderança pode ser aprendida e desenvolvida, existindo vários tipos de líderes, e que no processo de coaching, iremos identificar aquilo que você tem de melhor e aquilo que precisa ser desenvolvido para exercer a sua liderança da melhor forma possível.

Espero que você tenha conseguido fazer uma boa reflexão sobre o tema e se tiver ficado com dúvidas, entre em contato comigo. Listo abaixo minhas redes sociais e site.

Esse primeiro passo, quem precisa dar é você!

Entre em contato comigo: sitefacebook e instagram

E compartilhe esse texto ou marque aquela pessoa que você acha que precisa ler isso. Faça a informação circular para quem precisa.

*baseado no livro: “Quem pensa enriquece” de Napoleon Hill

Tags: , , , , ,


Sobre o autor

Coach de vida pessoal e carreira. Formada pela Sociedade Brasileira de Coaching, vem se dedicando a orientar as pessoas a promoverem transformações positivas em suas vidas. Não vive sem cinema e música. E recarrega as baterias na prática de Yoga.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑