Beleza Portal_Soul

Publicado em 30/06/2018 | por Mary Hellen Jasso

1

Cosméticos do bem

Oi, que bom estar aqui de novo, podendo usar esse espaço para falar de assuntos importantes – que muitas vezes geram dúvidas -, e conseguir dar dicas ou pesquisar e aprender com vocês! Hoje não é diferente!

Vira e mexe, em uma turma de aulas de auto maquiagem ou nas redes sociais, me perguntam sobre produtos veganos, cruelty free, etc. Então hoje aproveito nosso encontro para falar sobre o movimento Slow Beauty.

slow beauty

Na contramão do consumo rápido e intenso, onde geralmente as pessoas não se atentam aos componentes ou a forma de produção do que consome, o Slow Beauty, como o termo já diz, é um movimento de desaceleramento, que incentiva o consumo consciente, a preocupação com a procedência, principalmente de componentes químicos nos ingredientes dos produtos que utilizamos em nosso corpo, rosto e cabelos.

Dentro desse movimento encontramos cosméticos naturais, orgânicos, veganos e cruelty free. Abaixo listo a diferença entre eles e alguns lugares onde você pode consultar listas de marcas certificadas:

Cruelty free – se trata de marcas que não fazem testes em animais, mas podem conter ou não ingredientes de origem animal, como cera de abelha , por exemplo, então esse produto não é obrigatoriamente vegano, se você não consome produtos com nenhum tipo de componente de origem animal, tem que verificar a composição.

A lista de produtos pode ser encontrada em sites de órgãos de defesa aos animais como PETA e PEA.

Naturais e orgânicos – O cosmético natural não contém parabenos, fragrâncias ou corantes artificiais, derivados de petróleo e outros, mas podem ter um pequeno percentual de sintéticos na composição e pode também ter orgânicos, mas não têm essa obrigação.

Já o orgânico, além de ter fórmula natural, possui um percentual mínimo obrigatório de produção orgânica, ou seja, livre de agrotóxicos, quimicamente modificados, adubos sintéticos, nada que seja maléfico para saúde e natureza. Os selos ECOCERT, Organico Brasil e IBD orgânico os certifica. Aqui dois links de matérias com opções de marcas certificadas: https://bit.ly/2NM1dJo e https://bit.ly/2tt3Ozd

 Slow 1

Repensando o consumo

Essa mudança pode ser gradativa, não precisamos nos desfazer de tudo o que temos de uma vez, mesmo porque muitos desses produtos tendem a ser mais caros, já que a produção muitas vezes é pequena, priorizam ingredientes naturais de qualidade e investem em tecnologias alternativas para substituir o teste em animais, isso tudo encarece o produto final.

Mas a mudança é necessária levando em consideração que a produção dos cosméticos orgânicos acontece a partir do uso racional dos recursos naturais e da preservação do meio ambiente, ou seja, gera menor impacto socioambiental. Principalmente por conta da nossa saúde, já que diversos estudos apontaram que aproximadamente 60% das substâncias que entram em contato com a pele vão parar na corrente sanguínea. E as linhas de cosméticos industriais levam em suas fórmulas produtos químicos sintéticos e derivados de petróleo, o acúmulo dessas substâncias com composições químicas e desconhecidas em nosso corpo pode acarretar diversos danos à saúde.

Portanto acabou a sua máscara de cílios? Vai repor aquele pó? Procure, pesquise alternativas e vamos fazendo assim a mudança que queremos no mundo também no nosso nécessaire, porque não?!

Um beijo e até a próxima!

slow

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o autor

Mary Hellen Jasso

Beauty artist formada pelo Liceu de maquiagem, Academia Internacional de Cinema e Instituto Krizek, acredito e sou interessada no conceito de beleza saudável - de dentro para fora - ligada nas tendências e apaixonada pelos filhos, arte e comida, entre outras (várias) coisas!


One Response to Cosméticos do bem

  1. Mariana says:

    Olá!
    Sou adepta ao slow beauty, assim como slow fashion e fico muito feliz em ver o assunto cada vez mais abordado, temos que nos preocupar com a forma que é produzido o que consumimos, parabéns por ajudarem a divulgar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑