Comportamento coach comigo logo-01

Publicado em 17/10/2017 | por Vanessa Cosentino

0

Como conduzir conversas difíceis

As redes sociais tornaram nítido um problema que há muito tempo sentimos: a dificuldade de comunicação.

Como dominamos apenas o que foi dito e não temos o controle do que foi entendido, muitos diálogos acabam em discussões e ofensas, sem que o resultado final tenha sido atingido, e em alguns casos pioram mais a situação.

Por isso, listo 10 passos para você realizar uma comunicação eficiente e ser mais produtivo em sua vida profissional e na pessoal. Confira:

  1. Planeje a sua comunicação

Defina o objetivo da comunicação. Qual a função e o que você deseja atingir com esse diálogo. Ex: Resolver um conflito, ser aprovada em uma vaga de emprego, dar um feed back negativo ou discutir a relação.

  1. Estabeleça Rapport

Rapport é uma palavra francesa e significa estabelecer conexão harmônica entre as pessoas. Para estabelecer o rapport observe essa pessoa, antes de iniciar uma conversa importante. Perceba a forma como se comunica, palavras que fala, gestos e etc. E tente, de maneira discreta entrar no “mundo” dessa pessoa para que ela se sinta confortável. Ex: Note como você muda o seu jeito de falar quando se dirige a uma criança. Usa palavras que ela possa entender, outro tom de voz e em muitas vezes até se agacha para ficar na altura do olhar da criança. Isso é um tipo de rapport que acontece instintivamente. 

  1. Seja um bom ouvinte

Uma conversa é como um jogo de frescobol e não um jogo de tênis. Se vocês estiverem preocupados em vencer, a comunicação não fluirá. No frescobol, um depende do movimento do outro. Portanto, ouça com atenção o que ele tem a dizer. Não fique pensando no que vai falar em seguida ou como vai se defender, no caso de uma crítica. Esteja atento escutando a fala do outro para depois dar sua resposta. 

  1. Realize descrições objetivas

Ao apresentar uma situação, evite julgamentos. Mencione apenas o que pode ser visto e não contestado, algo que se tenha evidências. Ex: Ao falar para um funcionário que se atrasa constantemente, mencione que você conferiu o cartão de ponto e ele não está chegando na hora. Evite dizer que ele nunca chega na hora (isso é uma generalização e pode não corresponder a verdade.) Ou que ele não está se esforçando bastante. Isso é um julgamento e dá margem para que ele comece a se defender, desviando o objetivo da conversa.

Inspiration Ideas Motivation Circles Concept

  1. Comunicação vai além das palavras

O corpo fala! Fique atento ao seu posicionamento corporal, ao tom de voz, gestos e entonação. Tudo isso é comunicação e pode impactar positivamente ou negativamente aquele que está recebendo sua mensagem. Ex: Falar em tom alto e com muitos gestos pode dar a entender irritação. A não ser que a pessoa também se comunique dessa forma. Lembra-se do rapport? Entre no universo da pessoa.

  1. Certifique-se de que sua mensagem foi entendida.

Você pode garantir o que fala, mas não o que a pessoa entende. Faça perguntas para garantir que o que você falou foi entendido. Ex: Você está entendendo o que quero dizer? Pode me falar o que entendeu de nossa conversa?

  1. Fale mais de como você se sente ao invés de julgar o outro

Em conversas difíceis é comum que façamos acusações ao comportamento do outro ao invés de mostrar como nós nos sentimos. No caso do funcionário atrasado, ao invés de dizer que ele é preguiçoso ou desmotivado, diga que você ou a equipe se sente desfalcada, com projetos atrasados e sem ter um sentimento de que pode confiar em seu trabalho. Note que eu não disse: “seu trabalho não é confiável”, eu disse: “sentimos que não podemos confiar em seu trabalho”. Exprime algo que eu estou sentindo e, portanto, tenho total domínio disso. 

  1. Mantenha o foco

A conversa pode desviar por vários motivos: má compreensão do que está sendo falando, falta de rapport ou necessidade de se defender, por exemplo. Portanto, mantenha o foco, traga a conversa para o tema principal, aquele que você definiu como objetivo. 

  1. Formule um pedido, uma oferta

Ao definir o objetivo da comunicação, defina também o que você espera do outro e fale isso com bastante clareza. Sem julgamentos. Resgatando o exemplo do funcionário que atrasa, você pode concluir, dizendo que você e a equipe precisam dele no horário acordado e que gostaria que ele chegasse na hora ou que desse uma sugestão.

  1. Conclua a conversa

Recapitule o que foi falado de forma breve, introduzindo o que foi acordado e as ações que serão tomadas daqui em diante, certificando-se de que tudo foi compreendido pelos envolvidos no diálogo.

Se você gosta dos meus textos, confira mais aqui: www.elevencoaching.com.br/blog

Boa leitura e boas conversas!

Tags: , , , , ,


Sobre o autor

Coach de vida pessoal e carreira. Formada pela Sociedade Brasileira de Coaching, vem se dedicando a orientar as pessoas a promoverem transformações positivas em suas vidas. Não vive sem cinema e música. E recarrega as baterias na prática de Yoga.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑