Cultura Curta

Publicado em 06/10/2017 | por Krishna Shinno

0

Chocante

Dessa vez a nostalgia do final dos anos 80 levou o Curta com Pipoca para assistir Chocante! Uma comédia distribuída pela Imagens filmes, a convite da Agência Febre. Se você gosta de reviver esses momentos, confira a canção Choque de Amor e embarque nessa louca história de cinco garotos sonhadores e o seu reencontro no futuro.

Vinte anos depois do sucesso meteórico do grupo Chocante com o hit Choque de Amor, Téo (Bruno Mazzeo), Tim (Lucio Mauro Filho), Tony (Bruno Garcia) e Clay (Marcus Majella) se reencontram. Entre as lembranças de um passado de sucesso e o presente sem nada a perder surge a ideia de fazer um novo show, para a felicidade da eterna líder do fã clube Quézia (Debora Lamm). Orientados pelo prestigiado empresário Lessa (Tony Ramos), os amigos retomam os ensaios com o novo integrante Rod (Pedro Neschling), vencedor de um decadente reality show. Ninguém pediu, mas eles voltaram! O resgate desse grupo trará situações divertidíssimas e uma nova fã: Dora (Klara Castanho). O engraçado é que esse reencontro vai resgatar algumas feridas, mas a disposição do grupo vai superar toda essa questão. Vamos então aguardar o tal esperado show e matar a saudades, ou não, de Chocante!?!?

chocante-01Direção de Johnny Araujo e Gustavo Bonafé, o filme é hilário e para os mais  saudosistas, digamos assim, a nostalgia bate. Claro que nem tudo são flores e o enredo mostra perfeitamente a vida nada glamourosa dos ex-integrantes, mais maduros e obviamente no esquecimento. Debora Lamm como Quézia é a única fã louca que abre as portas para o grupo retornar e o empresário Lessa, vivido por Tony Ramos, arranca risos. Sim, o filme lembra muito bem essa onda dos conjuntos como Menudo, Tremendo e Dominó que fizeram sucesso na época. O pior é que o Chocante fez sucesso com apenas uma música, então dá para entender que o retorno dessa banda não será nada fácil. É uma viagem no tempo. Figurino, letra, melodia, coreografia remetem a um passado divertido e ingênuo. Estrelado pelos personagens principais na primeira fase da trama, o vídeo traz o amor platônico dos jovens Téo (Matheus Corcione), Tim (Apollo Costa), Toni (Thauan el Pavuna), Clay (João Villa) e Tarcísio (Rafael Canedo) por sua musa, interpretada por Laís Pinho. Apesar das gargalhadas, fica um sentimento de frustração em cada personagem diante do passado e a tentativa de reviver aquilo que já não existe mais.  Eu achei apenas que em um determinado momento a história ficou um pouco fora de sintonia de uma hora para outra, levando o telespectador a acreditar em uma certa situação que muda completamente. Como não posso dar mais detalhes, assistam! Queremos saber as suas opiniões. Cuidado para não engasgar com a pipoca e boas gargalhadas.

Confesso, queridos, que eu preciso rir muito para dizer que o filme é demais. Como eu já disse, prefiro os romances, dramas, histórias reais, ação, aventura, cult, suspense etc… Comédia é o meu calcanhar de Aquiles. O único filme que me arrancou altas gargalhadas até chorar foi Kung Fusão e, acreditem, é um filme chinês!!! Não fiquem assustados, tem muita comédia boa e na verdade é tudo questão de gosto. Aproveitem com família e assistam Chocante que estreia no dia 05 de outubro. Ótima semana e fiquem em paz!

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o autor

Aprecia tudo que esteja culturalmente agregado às emoções, e o cinema faz parte do universo encantador que a transporta para sonhos até transformá-los em história. Compartilha as suas experiências cinéfilas, acompanhada de uma boa dose de reflexão.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑