Cultura Curta

Publicado em 01/09/2017 | por Krishna Shinno

0

Bye Bye Alemanha

Shalom, queridos, O Curta com Pipoca foi convidado pela Mares Filmes para o lançamento do filme Bye Bye Alemanha (Es War Einmal In Deustchland),  que fez parte do 21º Festival de Cinema Judaico de São Paulo  de 30 de Julho a 9 de Agosto.  Para quem é fascinado por histórias pós-guerra, pode contar com a marcante e emocionante trajetória dos sobreviventes do holocausto e seus sonhos, seus traumas e a esperança de uma nova vida.

byebyealemanha-01Frankfurt, 1946. David Bermann (Moritz Bleibtreu) e seus amigos judeus escaparam do regime nazista e agora sonham em partir para América. Juntos resolvem começar um negócio para vender roupa de cama fina para alemães, o que vai indo muito bem e todos visualizam um futuro promissor. Porém as perguntas sobre o passado duvidoso de Bermann o pertubam. Como adquiriu dois passaportes? E a sua misteriosa visita ao retiro de Hitler nas montanhas? A atraente e intransigente oficial americana Sara Simon (Antje Traue) se recusa a acreditar nas histórias contadas por Bermann. No entanto, pretende chegar ao coração das memórias do interrogado. Os amigos já desconfiam das saídas misteriosas e ficam com a pulga atrás da orelha, imaginando o que poderia estar escondendo de todos. Cada vez que se depara com Sara, Bermann relata o seu sofrimento e as atitudes que tomou para conseguir sair do inferno do holocausto. Cada palavra dita deixa a oficial mais intrigada e atraída pelas lembranças verdadeiras ou não de Bermann. Enquanto isso alguns amigos ainda sofrem com o passado dos campos de concentração e por ainda estarem vivendo em território alemão. Alguns precisam de vingança, mas as consequências podem trazer  muito tristezas. E, afinal, Bermann esconde algo tão estarrecedor?

Dirigido por Sam Garbaski e roteiro também de Michel Bergman. Sam já é conhecido  pelos sucessos de Tango de Rashevski (2003) e Irina Palm (2008). De todos os filmes que assisti sobre o holocausto, esse me pareceu mais leve e de forma mais sublime. O filme não mostra tanto aquelas cenas horrorosas, que para alguns é até difícil acreditar que pessoas morreram ou sobreviveram a esse inferno comandado pelo terceiro Reich. Gostei do filme pelo conceito de como aqueles que sobreviveram ergueram as suas vidas, mesmo morando no país que lhes causou tanto sofrimento. Impressionante o toque de humor, o que faz o filme ficar bem mais poético e curioso com as histórias de Bermann. Diferentemente de Fuga de Subibor  (1987), A Lista de Schindler (1993), A Vida é Bela (1997), O Pianista (2003), Cinzas de Guerra (2007), O Menino de Pijama Listrado (2008) e tantos outros filmes emocionantes, Bye Bye Alemanha realmente tem um conceito diferente do ponto de vista de cada personagem sobre o holocausto e pós-guerra.  Recomendo, o filme estreou agora dia 24 de agosto nos cinemas.

Bom, queridos, é um história muito interessante e cabe a nós conhecer mais sobre a cultura judaica e, infelizmente, toda a causa e o sofrimento que esse povo  enfrentou nos campos de concentração. O Curta com Pipoca foi convidado para o lançamento desse filme no Clube Hebraica, onde tivemos  a honra de conhecer a cultura e o local. É uma ótima dica para se aprofundar sobre o acontecimento. Uma boa semana e fiquem em paz!

Tags: , , , , , , , , , , , ,


Sobre o autor

Aprecia tudo que esteja culturalmente agregado às emoções, e o cinema faz parte do universo encantador que a transporta para sonhos até transformá-los em história. Compartilha as suas experiências cinéfilas, acompanhada de uma boa dose de reflexão.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑