Cultura Curta

Publicado em 08/10/2016 | por Krishna Shinno

2

Anime, criançada!!!

a-viagem-de-chihiro-01Criançada querida, eu jamais poderia esquecer de vocês, afinal também curto desenhos, animes e o mundo encantado dos bichinhos engraçados. Para começar a brincadeira, vou indicar essa maravilhosa e estupenda obra de Hayao Miyazaki, titio responsável e criador de A Viagem de Chihiro. Arrumem suas malinhas e embarquem nessa mágica e comovente história da pequena Chihiro Ogino. Quando seus pais decidiram mudar de casa, o tempo fechou para a japinha, afinal ficaria longe do seus amiguinhos com quem costumava brincar. No dia da mudança, emburrou o caminho inteiro até se depararam com um estranho túnel no meio da estrada. Curiosamente, é seu pai que incentiva a família a atravessar para o outro lado. Ao longo do caminho, eles encontram uma feira cheia de barraquinhas repletas de comidas e um cheiro de dar água na boca. Seus pais começam a degustar a comida sem dar importância para Chihiro, que decide explorar o local. Como toda criança entendiada, ela retorna e depara com os pais transformados em dois imensos porcos com direito a cofrinho. A japinha fica estarrecida e busca ajuda. Mas onde encontrar nesse lugar tão estranho? Humm,  aí que começa toda a saga da pequena Chihiro, que está em um mundo onde ela mesma vai ter que descobri as suas respostas. Ela consegue abrigo na única casa de banho, conhecida como Aburaya, comandado pela velha exploradora e cabeçuda Yutaba, onde acaba trabalhando com a promessa de recuperar os seus pais. Para acabar com o encanto, ela conta com ajuda de Lin,  uma jovem que sonha em ir embora do local e de Haku, um menino misterioso que acaba tendo um certo afeto e tenta ajudá-la de qualquer forma. Nem tudo é maravilhoso e Chihiro passa por maus bocados descobrindo seres encantadores superengraçados e assustadores. O enredo é divino e gracioso e conta com momentos de pura reflexão. A única coisa é que precisa prestar atenção até nos pequenos detalhes porque tudo tem uma ligação.

O desenho de 2001 é de origem japonesa, criado pelo estúdio Ghibli de 1985 pelo próprio Hayao Miyazaki, e parceiros como  Isao Takahata, Toshio Suzuki e Yasuyoshi Tokuma. Ganhou o prêmio de Urso de Ouro e Oscar de melhor longa metragem de animação, além de ter sido considerado o décimo melhor filme da história do cinema (que bacana!!) e ter se tornado tão conceituado no quesito animação, que ganhou respeito até dos estúdios Walt Disney. As crianças velhinhas também vão amar esse desenho, ele é emblemático.

dhanak-01Agora chegou a vez de Dhanak, um filme indiano muito bonitinho para a família assistir, curtir uma pipoquinha e se encantar com a doce Pari (Hetal Gada). Vivendo no vilarejo de Churu Dhani no Rajastão, a menina sonha em realizar o sonho do seu irmão cego Chotu ( Krrish Chhabria) de voltar a enxergar até o aniversário de 9 anos. Orfãos de pai e mãe, ambos vivem com os tios, tendo uma vida muito simples. Embora cego, Chotu é muito fã de cinema e principalmente do ator Salman Khan.  Nesses eventos cinematográficos que o vilarejo oferece, Pari descobre um cartaz de Shahrukh Khan, ator consagrado e engajado na campanha de doação de córneas. Nasce então, a esperança no coraçãozinho da menina ao saber que o ator estaria filmando numa cidade próxima e que seria a única oportunidade de ajudar seu irmão. A menina chega a escrever cartas para o ator, mas não obtém retorno. Mesmo assim, de madrugada ela pega o seu irmão (é muito meigo o jeitinho dela) e saem ao encontro de Shahrukh Khan, que está um bocado longe. Durante a jornada, eles encontram pessoas bem inusitadas, como o hippie americano pregando paz e amor; o gordinho estranho mas do bem; a cigana ladra; e são até convidados para um casamento. A maioria tenta ajudar, mas também aparecem pessoas mal intencionadas. O filme é leve e obviamente musical, porque indiano adora uma musiquinha. Até que são bonitinhas e gostosas de ouvir!

Dirigido por Nagesh Kukunoor, Dhanak foi considerado o melhor filme internacional da criança e ganhou o prêmio Montreal Film Festival e Grand Prix Urso de Cristal de melhor filme infantil. Tem um detalhe bem legal no filme, sempre que o tio das crianças aparece fumando, no cantinho da tela aparece um mensagem alertando que fumar é prejudicial á saúde, isso mesmo !!!

Atchha,  eu achei um filme muito bonito, mensagem simples porém com uma certa ternura. É ótimo para a família assistir reunida. Shukriya!

galocorococo-01-01Esse é para aqueles pequetitinhos da mamãe, mas não deixa de ser um belo desenho e muito educativo, com uma mensagem bem bacana relacionado a disciplina. O Galo Corococó conta a história do prefeito e de seu galo, que há sete anos acorda pontualmente às 4h da manhã o pequeno e próspero vilarejo de Saint Victor. Todos sem exceção, levantam reclamando, mas a vida segue muito bem. O prefeito, por sua vez, sente muito orgulho de seu galo e resolve homenageá-lo com uma estátua, causando indignação do povo e tristeza do galo que fica com insônia acordando o povo às 2h13 da madrugada, levando a ira de muitos. Cansados de acordar tão cedo, o clima fica tenso e o vilarejo resolve fazer uma reunião para definir o futuro do galo. No meio da confusão, surge o prefeito da cidade vizinha de Saint Benoit, oferecendo um burro da sorte pela troca do galo. Obviamente o povo de Saint Victor vota a favor da troca e assim, democraticamente, o prefeito aceita com o coração apertado. O tempo passa e a vida do vilarejo começa a sofrer as consequências devido a preguiça do povo e a falta do canto do galo. A padaria da Florence não vende mais pão; Lucien que é o faz tudo, agora não faz nada; Gustav não tapa mais os buracos, causando acidentes; e até o médico só quer saber de pescar. A cidade deixa de ser próspera e começa a comprar o pão da cidade que levou o galo e prosperou. Para reverter a situação, Florence, Lucien e Gustav decidem buscar uma solução e ajudar o prefeito que está deprimido. Claro que todos aprenderam, mas são vocês que vão descobrir o final dessa bela história. Tudo é uma questão de ponto de vista.

Roteiro e criação de Pierre Greco e Johanne Mercier, esse desenho foi produzido em Quebec no Canadá em 2014 como incentivo à educação, pontualidade e disciplina nas escolas. Não é muito conhecido, mas vale muito a pena a criançada assistir.

Ok criançada, divirtam-se com a família, com os amigos e seus bichinhos de estimação. Aproveitem bem essa fase, porque este lindo planeta depende muito do futuro de vocês. Pais, tios, padrinhos etc… sempre valorizem esses momentos com os pequeninos, não tem preço que pague o sorriso de uma criança. O tempo voa muito rápido. Bom fim de semana e fiquem em paz!

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o autor

Aprecia tudo que esteja culturalmente agregado às emoções, e o cinema faz parte do universo encantador que a transporta para sonhos até transformá-los em história. Compartilha as suas experiências cinéfilas, acompanhada de uma boa dose de reflexão.


2 Responses to Anime, criançada!!!

  1. renata says:

    informações muito bem escritas, site bem legal, obrigada!

    • Krishna Shinno says:

      Olá Renata, muito obrigada e sempre muito bom a gente dividir informações relacionadas ao cinema e cultura em geral. Beijos e siga mais dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑