Cultura Curta

Publicado em 10/02/2017 | por Krishna Shinno

0

Amores (im)prováveis?

O amor é tão particular, que deveria conter no mundo uma biblioteca especializada em todas as histórias sobre esse sentimento tão supremo. Ao longo do tempo nos surpreendemos com inúmeras questões sobre o amor e seus efeitos. Na linguagem filosófica grega, existem quatro formas de expressar esse sentimento tão profundo. São eles: Eros, a forma mais apaixonante entre dois seres; Philia, o amor fraterno  entre amigos; Ágape, o amor incondicional mais elevado; e Storgé, o amor dos pais pelos filhos e família. Mas hoje a dica fica por conta de Eros, que necessariamente não tem a natureza sexual, mas sim o amor por alguém. Então prepare o seu coração para essas três apaixonantes histórias tão distintas. suitefrancessa-01

Tudo que Lucile Angellier (Michelle Willians) menos esperava era alojar um tenente alemão na Suíte Francesa (Suite Française). Segunda Guerra Mundial, Lucile vive no pequeno vilarejo de Bussy com a sua sogra, a fria e autoritária Madame Angellier (Kristin Scott Thomas). Na esperança de notícias de seu marido, tido como prisioneiro de guerra, a jovem reclusa obedece todas as ordens de sua sogra, inclusive a de cobrar sem piedade seus inquilinos. Como se não bastasse, as tropas invadem a cidade e obviamente todos os moradores passam a obedecer o novo regime, incluindo a estadia de seus oficiais. Claro que sobra para a mansão de Madame Angellier, e o seríssimo e discreto Tenente Bruno Von Falk (Matthias Schoernaerts) se apresenta para se hospedar. Durante a noite,  a melodia do piano tocado pelo oficial atrai Lucile, que curiosamente o observa pela fresta da porta. Enquanto isso, no outro lado mais bucólico da cidade, o determinado Benoit (Sam Riley) não suporta a ideia de alojar o Tenente Kurt Bonnet (Tom Schilling), que, por sua vez, manifesta suas segundas intenções para a sua esposa Madeleine Labarie (Ruth Wilson). A vida e a rotina muda no vilarejo, mas não é somente isso, e algo muito inesperado acontece entre Bruno e Lucile que acabam se envolvendo cada dia que passa. Com o tempo, os boatos vão surgindo e Madame Angellier nem sonha com o que está acontecendo dentro de sua própria casa.Lucile sabe que é impossivel levar adiante esse relacionamento, mas alguns fatos reveladores faz o seu coração bater mais pelo Tenente, que não nega nenhum pedido da amada. Mas será que esse amor tão impossível em tempos de guerra conseguirá sobreviver? E Benoit conseguirá livrar a sua esposa dos encantos sórdidos do Tenente Kurt? Uma coisa eu posso dizer, Madame Angellier te surpreenderá. Assistam  e descubram do que o coração do  Tenente Bruno é capaz.

Direção Saul Dibb, o mesmo do filmes  A Duquesa, A Linha da Beleza e Bullet Boy. Saul Dibb adaptou este romance de Irène Némirovsky – uma escritora judia que viveu na França e acabou morrendo no campo de concentração Auschwitz, na Polônia. Sua filha Denise Epstein-Dauplé descobriu o manuscritos mas não teve coragem de ler, com medo de ser relatos pessoais e dolorosos sobre a mãe. Com o tempo percebeu que se tratava de um romance inacabado que narrava detalhadamente e com muita vivacidade esse amor. Eu demorei para assistir esse filme, mas confesso que assistiria de novo e não somente pela história de Lucile e Bruno, como também pelas outras personagens que acrescentaram um toque essencial nessa impressionante história. Admirei o fato de que naquela situação e época, como Irène encontrou forças para desenvolver dentro de um campo de concentração um romance. Inquestionável!

comoeuera-01Como Eu Era Antes de Você (Me Before You) fez todo o sentindo na vida de Louisa Clark (Emilia Clarke) ao conhecer o mundo isolado de William Traynor (Sam Clafin). Após ficar desempregada, a jovem de sapatos excêntricos e de sorriso largo decide aceitar uma entrevista para o cargo de cuidadora. Só não esperava ser aprovada imediatamente após uma breve conversa com Camilla Traynor (Janet Mc Teer), mãe de William. Toda sorridente e colorida, Louisa começa no seu novo desafio, mas a indiferença e o cinismo de Will, como é chamado, cria um certo desconforto. Apesar de todo o esforço da jovem, é compreensível entender que para um rapaz – que estava em plena atividade física e vida bem-sucedida -, não seja nada fácil ficar imobilizado do pescoço para baixo devido ao acidente ocorrido há dois anos. Mas para Louisa, a frieza de Will é questionada e ela não o poupa com palavras que realmente ele precisava ouvir. Com o tempo a jovem aprende todos os cuidados necessários com a ajuda do fisioterapeuta Nathan (Steve Peacocke) e passa a ter mais responsabilidade com Will. Mas não é só isso… um certo sentimento começa a surgir. Embora Louisa seja comprometida com Patrick (Matthew Lewis), seu sorriso é mais intenso ao lado de Will. Acaba o namoro e o romance entre os dois acelera, e cada momento é vivido de forma tão lúdica, que só pelo olhar a gente sente borboletas no estômago (ok, nem todo mundo sente). Ambos passam a conviver mais e até viajam com a ajuda de Nathan  – que mais parece um anjo da guarda. Tudo é muito marcante, o vestido vermelho, as meias de abelhinhas e os conselhos de Will para Louisa são imprescindíveis. Ele de fato se preocupa muito com o futuro dela. Só que Louisa não contava que o tempo seria seu maior rival.O que será que ela descobre e quais são as razões de Will? Vocês terão que assistir o filme ou ler o livro. Quem tiver pressa…

Direção de Thea Sharrock, que segundo a autora do best seller JoJo Moye retratou fielmente a obra – esta saiu da 141ª posição para o 3º lugar dos mais vendidos. Sem contar que para o papel de Louisa foram testadas 300 atrizes. No fim escolherem a Emilia Clarke, que atua como Daenerys Targaryen na série Games of Thrones. Embora eu goste mais dos romances intensos, eu recomendo, é lindo, e cuidado para não engasgar com a pipoca entre risos e lágrimas. palmeras-01

Após o falecimento de seu pai Jacobo de Rabaltué (Alain Hernández), Clarence (Adriana Urgate) descobre um universo que o seu tio Killian de Rabaltué (Mário Casas/Celso Bugallo) relata no seu velho diário: a história das Palmeiras na Neve (Palmeiras en La Nieve). Curiosamente Clarence decide voltar para Guiné Equatorial, hoje conhecida como Bioko, para desvendar o passado de seu pai, tio e avô. A história volta para o ano de 1970, onde os irmãos Rabaltué deixam a província de Pasolobino, Huesca, na Espanha, e partem para Fernando Poo, na África. Época em que a Espanha colonizava e produzia um dos melhores cacaus do mundo. Era a primeira vez que Killian retornava para a sua cidade natal, após longos anos. A beleza local impressiona o jovem de coração justo, mas algumas situações o incomodam. Só que Killian não está sozinho e o reencontro com seu pai, o bondoso Antón de Rabaltué (Emilio Gutiérrez Caba), o deixa mais seguro. Jacobo, por um lado, é mais boêmio, mulherengo e finge não enxergar o amor que Julia (Macarena García) nutre por ele. E com tempo ele acaba perdendo-a para o Dr. Manuel (Daniel Grao). Killian conhece Bisila (Berta Vázquez), uma jovem  nativa da etnia Bubi, filha do líder e que tinha acabado de se casar apenas para respeitar os costumes de seu povo. Com o passar do tempo, Killian e Bisila vão se envolvendo intensamente em segredo, pois as regras de sua aldeia são extremamente rigorosas para mulheres adúlteras. A situação política na Guiné sofre mudanças e Killian precisa retornar para Espanha para se despedir de sua irmã doente. Enquanto isso, Bisila continua trabalhando como enfermeira, e ao deixar o seu turno é violentada por três homens brancos, sendo um deles… vocês nem imaginam quem seja! Killian retorna para a ilha e fica indignado com o estado de Bisila e tenta descobrir o que houve. Ao saber que a sua esposa foi violentada, o marido de Bisila se vinga dos dois estupradores, mas ao chegar no terceiro, acaba morrendo e a jovem viúva permanece isolada por um ano longe de Killian. Fernando Poo já não é mais seguro e os nativos começam a hostilizar os espanhóis. O paraíso vira um campo minado, mas Killian não desiste mesmo sofrendo as consequências. Todos partem e ele reencontra Bisila e juntos tentam retomar as suas vidas, mas o destino novamente decide pregar uma peça e dessa vez … vocês terão que assistir. Enquanto isso, nos dias atuais, Clarence conhece o Iniko (Djedje Apali), sedutor e carrancudo ao mesmo tempo. Será que Iniko pode ser a chave para  desvendar o passado intrigante de seus familiares?

Direção de Fernando Gonzáles Molina, filme espanhol de 2015, roteiro baseado na obra da romancista política Luz Gabás. O Filme foi ganhador do prêmio Goya  de melhor direção e arte e canção original, e do prêmio Fotogramas de Plata na categoria de melhor ator para Mário Casas e melhor filme espanhol pelos leitores da obra. Como eu já disse, estou ficando cada vez mais encantada com os filmes  estrangeiros, os espanhóis estão em alto nível do meu conceito. Mesmo duvidando um pouco da atuação mais séria de Mário Casas, que na maioria das vezes atuou em filmes para um público mais jovem, como Paixão sem Limite e a sequência Sou louco Por Você.  O filme é looongo, só que vocês não vão se importar e garanto que não vão querer perder nenhum detalhe.

Obviamente um bom livro sempre fica na mira dos diretores famintos por uma história que seja recorde de vendas de bilheteria. Mas nem sempre o filme fica tão bom, ou melhor, acredito quem nem sempre o mundo literário chega à perfeição nas telas. Livros são portas para a imaginação e o cinema usa encantos fascinantes para retratá-los. Com certeza falaremos no Curta com Pipoca de muitas outras história baseadas em livros. Bom, queridos, um pouco de amor e sofrência (neologismo da língua portuguesa)  não mata ninguém. Bom fim de semana e fiquem em paz!

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o autor

Aprecio tudo que esteja culturalmente agregado as nossas emoções, e o cinema faz parte do universo encantador que nos transporta para sonhos até transformá-los em história. Compartilho minhas experiências cinefílas com a sétima arte, acompanhada com uma boa dose de reflexão.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑