PET Pet

Publicado em 21/12/2017 | por Assessoria de imprensa

0

Ajude: PetsdoBem

A PetsdoBem, empresa de delivery mensal de ração de cães e gatos, chega ao mercado como uma nova maneira para que donos de animais de estimação possam adquirir ração de maneira recorrente, fácil e prática, e ainda contribuir para apoiar a causa de bichinhos que precisam de ajuda.  A cada 10 kg de ração comercializados pela plataforma, 1 kg é doado para instituições parceiras, sejam elas ONGs ou abrigos que cuidam de animais abandonados.

Lançada neste ano, a empresa planeja doar 50 toneladas por mês para animais abandonados, até 2017. “O cliente PetsdoBem não só tem a facilidade de receber a ração do seu pet em casa, mas passa a fazer parte de um movimento que ajuda a alimentar cães e gatos que não tiveram a sorte de ter um lar. E ele não paga nada a mais por isso, essa doação sai da nossa margem. É o nosso modelo de negócio”, explica Pipo Calazans, fundador da PetsdoBem.

O processo de compra é bem simples: basta entrar no site, escolher a ração preferida do seu pet, estabelecer a periodicidade – entre 20 e 120 dias – que deseja receber o produto e realizar o pagamento. Dentro de sete dias úteis, a ração já estará na casa do comprador que passará a receber o produto de acordo com o período estabelecido. As duas primeiras ONGs que receberão as rações já foram escolhidas: Adote um Gatinho e Celebridade Vira-lata. A idéia é aumentar a quantidade de ONGs, abrigos e protetores ajudados de acordo com o crescimento da base de assinantes.

Conhecido como “segundo setor e meio” e já consolidado em países como os Estados Unidos, por exemplo, este modelo de negócio começa a ser disseminado por algumas empresas no Brasil. O intuito é utilizar as práticas de gestão de empresas do segundo setor para gerar impacto social, característica do terceiro setor.

“Estamos vivendo uma era onde os consumidores estão carentes de empresas que têm um propósito maior, além do lucro. Para nós é assim. Doar não é filantropia, é um modelo de negócio, uma troca justa com a sociedade. E por isso, não nos posicionamos como uma empresa de venda de rações, mas sim um movimento de transformação que pode ser um modelo de inspiração a ser seguido por outras empresas que queiram contribuir com causas relevantes. Se focarmos nossos esforços em doar, retribuir pra sociedade de maneira constante e autêntica, nossos clientes fazem o marketing para nós”, finaliza Pipo.

Tags: , , , ,


Sobre o autor


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑