Cultura Curta

Publicado em 27/01/2017 | por Krishna Shinno

0

Adoção e emoção

Depois de dicas tão polêmicas no post da semana passada (leia aqui), vamos mudar as nossas emoções? Adoção é um tema bem interessante e complexo nos dias atuais, nos deparamos com famílias, casais héteros, homoafetivos e até solteiros, cada vez mais optando em preencher esse vazio. A maioria dos casos são casais que não podem gerar naturalmente mesmo com todos os avanços da medicina. Mas tudo tem uma saída, graças ao Papai do céu, que abriu as portas da adoção para o tão esperado filho do coração. Nem sempre o processo é fácil e obviamente exige toda a burocracia necessária, porém há outras possibilidades no extertior ou até envolvendo a doação voluntária. Mas tudo deve ser feito com muita clareza, nos trâmites legais de forma sensata e com muita responsabilidade e preparo psicológico. Então vamos acompanhar três belissímas histórias sobre o assunto. Chorei em todos! aadocao-01

Vocês poderiam imaginar o que este casal foi capaz de fazer e enfrentar para realizar o sonho de se tornarem pais? A Adoção (La Adopción) foi  a melhor decisão, principalmente quando ambos viajam para a Lituânia esperançosos. Chegando no destino, o casal Daniel (Francesc Garrido) e Natalia (Nora Navas) são recebidos pela agente intermediária Lila (Larisa Kapolkaite). Tudo parece andar conforme o figurino, mas aos poucos os percalços começam a aparecer e Daniel percebe que a frieza e o interesse financeiro falam mais alto que a própria razão. O casal não desiste, mesmo correndo contra o tempo, eles pedem ajuda para um médico local, indicado pelo pai de Natalia. A confiança no médico cai por água abaixo e o casal começa a entrar em crise quando nem mesmo a Lila transmite confiança, alegando que ambos precisam ter muita paciência. Natalia é muito emotiva e Daniel já incorpora somente a desconfiança. Os dias passam e parece que o sonho vai tomando forma de pesadelo. Meu Deus é um agonia total! Até que uma última opção oferecida por Lila aparece. O casal é apresentado a Jonas, um menino de três aninhos que apresenta um angioma na face direita, mas sem nenhum problema sério. Que maravilha, as coisas começam a melhorar, mas… um problema surge e novamente as vidas de Natalia e Daniel voltam a estaca a zero.  Não contarei, vocês precisam assistir e acompanhar esse drama de corta o coração.

Direção de Daniela Ferjeman e roteiro também de Alejo Flah, esse filme espanhol de 2015 é comovente e mostra uma realidade que muitos casais estão dispostos a enfrentar quando querem adotar. A burocracia dentro do próprio país gera um pouco de controvérsia e muitos acabam optanto em adotar no exterior. Bom, é outra questão delicada a ser discutida. Eu, particularmente, estou ficando mais fã dois filmes espanhóis e esse faz o telespectador sentir várias emoções que o casal consegue passar. Natalia desde o começo sente até enjôo, como se o seu lado materno já tivesse aflorado sem mesmo ter seu filho nos braços, e seu emocional é nítido, tão disposta a enfrentar e lidar com o que vier pela frente. Eu recomendo e separe seus lenços pois é muito angustiante, mas a história é linda, principalmente quando você vê aquele monte de criancinhas no orfanato com seus  olhinhos dizendo: será que sou eu a escolhida?

aestranha-01Como seria a vida deste casal se A Estranha vida de Timothy Green (The Odd Life of Timoty Green) não tivesse acontecido? Cindy Green (Jennifer Garner) e Jim Green (Joel Edgerton) são casados e vivem na pequena cidade de Stanleyville, capital mundial do lápis. Porém ambos não podem ter filhos e a tristeza vai consumindo o casal. Uma bela noite eles conversam sobre como seria o filho que tanto desejam e escrevem em pequenos papeis suas aptidões. No mesmo instante, eles guardam esses papeis em uma caixinha e enterram no jardim. Cai uma chuva torrencial que há tempos não caia na cidade – mas isso é um mero detalhe -, e durante a madrugada Jim escuta um barulho e desce para ver. Alguma coisa estranha acontece e no quarto do tão esperado filho surge um menino todo sujinho de terra. O que seria estranho torna-se curioso e o casal descobre que se trata do filho que tanto desejaram. Percebem que o menino possui folhas no calcanhar, o que eles escondem para que o menino não seja visto como estranho, embora seja.  A emoção toma conta do casal ao ouvir pela primeira vez Timothy (Cameron Adams) chamá-los de pai e mãe. Tudo foi muito repentino e aos poucos o casal vai se adaptando a vida com seu novo filho. Muitas situações acontecem entre a família, o futebol, bulliyng na escola e até com a chefe de Cindy, a senhora Crudstaff (Dianne Wiest). São momentos hilários e também de afeto, já que o coraçãozinho de Timothy também bate pela linda Joni Jerome (Odeya Rush), que se torna a sua fiel amiga. Preocupados como qualquer pais, Cindy e Jim percebem que algo está errado com o filho, pois aos poucos ele vai perdendo suas folhinhas. Timothy por sua vez muda muitas coisas, não somente na vida do seus pais mas na vida de outras pessoas. Vocês terão que assistir para compreender, porque a vida de Timothy apesar de estranha irá fazer com que você também o ame.

Direção e roteiro de Peter Hegdes, o mesmo que dirigiu Gilbert Grape Aprendiz de Sonhador famoso pela atuação de Leonardo DiCaprio, Jonny Deep e Juliette Lewis, Um Grande Garoto com  Hugh Grant, e Eu, Meu Irmão e Nossa Namorada com Steve Carell. O filme é uma ficção que aborda de uma forma tão inusitada o desejo que o casal mais espera. É lúdico e por uns instantes você deseja um filho com o coração tão puro quanto o de Timothy. Só de olhar o rostinho dele você se encanta. O filme é uma graça e eu assisti mais de uma vez! Sonhos se realizam! Quantas caixinhas será possível plantar? Ah, sobre adoção no filme, assista e verás!provaderedencao-01

Uma Prova de Redenção (Bem Vindo ao Mundo – Twice Born) foi o que Gemma (Penélope cruz), uma jovem italiana, precisou passar para ter Pietro (Pietro Castellito) em seus braços. A história começa nos tempos atuais, quando Gemma recebe um telefonema de Gojgo (Adnan Hascovic), seu amigo e admirador que por muito tempo não manteve notícias, convidando-a para a exposição em memória às vítimas de guerra em Sarajevo. Sem hesitar, Gemma viaja com o seu filho Pietro para que ele conheça um pouco da história do seu falecido pai, Diego (Emile Hirsch). Mas aos poucos o passado domina o cenário e a trajetória de Gemma surge quando ela, jovem e estudante, viaja até a Bósnia e lá conhece Gojgo e o fotógrafo americano Diego, por quem se encanta. O destino ainda não junta os jovens e cada um segue seu rumo. De volta a Itália, Gemma casa, separa e vive a sua vida. Sem esperar, Diego ressurge e ambos decidem viver juntos e ter  filhos. No entanto, para decepção de Gemma, ela é estéril e a adoção foi anulada quando a ficha criminal de Diego é investigada. Sem esperanças, o casal sofre as consequências e Gemma sente a pressão mesmo quando Diego tenta segurar a barra. Eles então voltam para Sarajevo no intuito de visitar Gojgo e através dele acabam conhecendo a bela Aska (Saadet Aksoy), que – por dinheiro e pelo desejo de uma vida nova longe da guerra – aceita ser uma barriga de aluguel. Agora imaginem o que essas pessoas irão passar pela frente em um país em guerra. A coisa começa a ficar crítica e as pessoas fogem, mas o plano de Gemma, Diego e Aska não acaba por aí e o único método seria pela concepção natural. Gemma não curte muito a ideia, porém esta é a única opção para realizar o seu sonho. Decisão difícil! Tudo pronto para o dia, só não contavam com tropas espalhadas pela cidade e com o destino reservando um golpe doloroso para o casal. Eles se desentendem e Diego se torna uma pessoa traumatizada e fria, enquanto Gemma tenta compreender o que de fato ocorreu naquele dia. Voltando aos dias atuais, Gojgo leva Gemma e Pietro para conhecer a sua casa e a sua família em um belo lugar. Então Gemma tem uma grande surpresa ao encontrar um vínculo do seu passado tão sem respostas. Não poderei contar mais nada, este filme eu faço questão que vocês assistam.

Dirigido por  Sergio Castellito (faz o papel do atual marido de Gemma), baseado na obra A Rosa de Sarajevo de Margaret Mazzantini, que também é casada com Sergio e mãe de Pietro Castellito, enfim uma família cultural. Embora o filme não tenha levado os prêmios Goya e Davi di Donatello, equivalente ao Oscar Espanhol, o drama é intenso, poético, comovente e te faz sentir raiva pela envolvente situação das personagens até um certo momento. Surpreende e quando você menos espera a história segue completamente outro rumo. Eu tento imaginar tudo o que passou no coração e na razão de Gemma. Se coloquem por um instante no lugar dela e entendam se forem capazes.

Ah, quanta emoção! Entre tantos filmes que abordam a adoção, eu optei por esses que estão mais acessíveis. Mas se quiserem temos um curta-metragem excepcional, chamado Removed (Removida), sobre adoção tardia que é muito mas muito profundo, tanto que o curta ganhou inúmeros prêmios. Temos ainda a ruivinha Annie de 1982; Kolya uma Lição de AmorO destino de uma Vida; Um Sonho Possível; A Malandrinha de 1991; Stuart Lilttle (o ratinho); Les Adoptés; October Baby; O Curioso Caso de Benjamin Button (sim, até Brad Pitt foi adotado no filme); os nacionais Flordelis Basta Uma Palavra para Mudar; O Filho Adotivo; e os desenhos Meu Malvado Favorito; Kung Fu Panda 2 (O pato que adota o Panda); e Tokio Godfathers, animê japonês muito comovente. Eu tenho a sensação que a palavra adoção é sobrenatural, porque amar incondicionalmente é muito além das nossas expectativas. Escolher exatamente aquele ser sem saber de onde vem (o que não importa) e que com a certeza vai ocupar o lugar vazio do seu coração… Mas se vocês adotaram um bichinho, seja ele cachorro, gato, cavalo, não importa, o amor por eles também vale. Bom fim de semana e fiquem em paz!

Tags: , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o autor

Aprecio tudo que esteja culturalmente agregado as nossas emoções, e o cinema faz parte do universo encantador que nos transporta para sonhos até transformá-los em história. Compartilho minhas experiências cinefílas com a sétima arte, acompanhada com uma boa dose de reflexão.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑