Comportamento coach comigo logo-01

Publicado em 22/03/2019 | por Vanessa Cosentino

0

6 atitudes empáticas #SQN

Você já sentiu que enquanto falava parecia que ninguém estava te entendendo ou realmente te escutando?

Tenho notado que as pessoas estão muito carentes de serem escutadas. Que apesar de termos muitos recursos de comunicação, parece que todos falam, mas poucos escutam. Vejo isso muito nítido nos atendimentos, quando meus clientes se sentem aliviados depois de uma sessão na qual foram plenamente escutados e compreendidos. Exercer a empatia é a competência que nos permite escutar as pessoas com a alma, como diria Chuang Tsu, filósofo chinês

Porém, algumas atitudes podem comprometer essa escuta de acordo com Marshall Rosenberg o criador do método da Comunicação Não Violenta.

Confira alguma delas:

  1. Aconselhar: “Eu acho que você deveria…”
  2. Competir pelo sofrimento: “Isso não é nada, você não sabe o que aconteceu comigo”
  3. Encerrar o assunto: “Ih não fica assim, se anima!”
  4. Solidarizar-se: “Oh coitadinho, que coisa terrível!”
  5. Corrigir: “Na verdade, não é bem isso que aconteceu”
  6. Consolar: “Não foi sua culpa, você fez o melhor que pode.”

Todas essas atitudes te afastam do principal objetivo da conversa que é deixar a pessoa se expressar sem se sentir julgada ou sentir-se minimizada em seu sofrimento.

O que você pode fazer no lugar dessas 6 atitudes?

Tentar entender qual o sentimento da pessoa e ajudá-la a entendê-lo: “Você está magoada porque seu chefe não reconheceu o seu trabalho?” E identificar a necessidade dela que não foi atendida. Neste exemplo é o reconhecimento. Se você conseguir nomear esses dois elementos: sentimento necessidade, com certeza essa pessoa se sentirá mais aliviada e compreendida. E isso irá ajudá-la a lidar com essa situação no futuro.

Vamos nessa?

Coloque em prática e comece a exercitar uma comunicação que conecta e gera cooperação!

Se quiser ver o vídeo no qual falo sobre esse tema, assista aqui.

Abraços!

 

Tags: , , , , , , , ,


Sobre o autor

Coach de carreira. Formada e Certificada pela Sociedade Brasileira de Coaching, vem se dedicando a orientar profissionais a reencontrarem a paixão em sua carreira e conquistarem mais realização e qualidade de vida. Não vive sem cinema e música. E recarrega as baterias na prática de Yoga.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo ↑